IEMA disponibiliza material do projeto “Reservatórios Verdes” sobre o potencial da utilização de plantios de eucalipto para geração de energia elétrica no Brasil.

A partir do Acordo de Paris, firmado na COP 21, o Brasil estabeleceu metas de desenvolvimento sustentável ratificadas pela Convenção das Nações Unidas para as Mudanças do Clima (UNFCCC). Essas metas incluem restaurar e reflorestar 12 milhões de hectares até 2030, além de aumentar a participação de fontes renováveis não hídricas na matriz elétrica para 23% até o mesmo ano.

Nesse contexto, o projeto “Reservatórios Verdes” foi desenvolvido com o objetivo decriar um mercado potencial para a restauração/ reflorestamento de terras por meio do aumento da participação da bioeletricidade de florestas plantadas no Sistema Interligado Nacional.

O projeto foi dividido em três fases:

• Na Fase 1, foi avaliada a disponibilidade de áreas adequadas para a implantação de plantios considerando critérios técnicos e socioambientais.

Clique aqui para acessar o relatório da Fase 1.

 Na Fase 2, foram avaliados os aspectos econômicos da produção de madeirapara fins energéticos. Além do relatório técnico, foi desenvolvido um modelo de custeio para cálculo da composição do custo de investimento, custo de produção e preço alvo de venda da madeira produzida em diferentes regiões brasileiras.

Clique aqui para acessar o relatório da Fase 2.

Clique aqui para fazer download do modelo de custeio florestal.

 

• Na Fase 3, foram avaliados os aspectos econômicos da produção de energia elétrica considerando os resultados obtidos na Fase 2. Além do relatório técnico, foi desenvolvido um modelo de custeio para cálculo da composição do custo de investimento e do preço alvo de venda de energia para usinas termoelétricas (UTEs) a biomassa do eucalipto com porte de 5 MW a 150 MW.

Clique aqui para acessar o relatório da Fase 3.

Clique aqui para fazer download do modelo de custeio de UTEs.